Casamento Verde

>> segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Um casamento verde é o que há de mais up-to-date no momento. Pensar sobre seu impacto no meio ambiente na hora de fazer sua festa vale muito à pena. Além de considerar os aspectos ecológicos e sociais, os casamentos verdes são mais econômicos.
E para quem quiser ser o mais verde possível, aqui estão algumas dicas de como a economia poderá ser conseguida através da criatividade, sem colocar em risco o seu bom-gosto e a qualidade do que será oferecido aos seus convidados. A regra é reutilizar tudo o que puder!

- À começar pelos convites, escolha papel reciclado que dispensem envelopes. Dessa maneira, você utiliza menos papel.
- Se escolher jóias com diamantes, tenha certeza de que são certificados. Pois além de muitas vezes utilizarem trabalho infantil ilegal para conseguir as benditas pedrinhas e incentivarem o tráfico, para cada diamante, toneladas de terra são removidas e rios assoriados.
- Um anel de ouro produz 20t de lixo para sua extração. O anel de prata produz 1/3 desse resíduo. Será que a gente consegue abrir mão disso?
- Opte por vestidos de noiva de tecidos naturais, como algodão e cânhamo, sem tingimento ou clareamento (o branco muito branco é descolorido, além de não ser lá tão elegante assim...) e cores claras naturais.
- Escolha vinhos da América do Sul e orgânicos;
- Porque você precisa de morango em novembro? Opte por frutas da estação e locais. E, se puder, sempre dê preferência aos produtos orgânicos.
- Na decoração, use flores naturais. Algumas flores recebem altas doses de preservativos para durarem mais e utilizam geladeiras para seu resfriamento. Ao invés de flores, você também pode optar por vasos de mudas plantadas, que poderão ser reutilizadas e plantadas em locais públicos, ou em casa, após a cerimônia;
- Case durante o dia. É um charme à parte, além de evitar o consumo de energia elétrica. E case ao ar livre, o que dispensa o uso de ar-condicionado.
- Se você já tiver uma casa montada, ou não precisa de muitas coisas, peça aos convidados que ao invés de presentes, façam doações à instituições de caridade.
- Procure utilizar produtos e serviços do Terceiro Setor. Alguns itens como lembranças, músicos e doces podem ser conseguidos sem deixar de lado a qualidade.
- Obrigue seus fornecedores, como buffet, por exemplo, a separarem o lixo gerado e combine com o cerimonial uma maneira de levá-lo para a reciclagem depois que a festa terminar.
- Compense as emissões de CO2 geradas pela festa plantando árvores, ou oferecendo mudas e sementes para seus convidados plantarem, como lembrança de sua festa.
Algumas dicas de fornecedores:
Utilizam produtos orgânicos na confecção dos pratos;
Oferecem kits de plantas ou semetnes em vasinhos reciclados, com terra adubada e pazinha ecológica. Tudo em uma embalagem de papelão reciclado. É fofo.
Mudas de bambu da sorte que você pode plantar em vasos e oferecer aos convidados como lembrança.
Distribuem o kit Reflorestar, composto por um cartucho feito de papel reciclado, personalizado, que envolve um vaso de fibra de coco natural, uma pazinha de madeira certificada pelo Ibama e um sachê de sementes de girassol ou trevo-de-quatro-folhas.
Casa de Santa Teresa (http://www.casadesantateresa.com.br/)
Por conta da vista maravilhosa (mesmo!) da cidade do Rio de Janeiro, as festas são ainda mais bacanas se forem realizadas durante o dia, evitando o consumo de energia elétrica. O único local fechado (onde funciona um ar-condicionado) é a pista de dança.
Capela Real Nossa Senhora das Graças (21 2558-7961)
Além da pompa de estar casando num local histórico, que pertenceu à Família Real, quem casa no local contribui com o Educandário Romão de Mattos Duarte, que atende cerca de 220 crianças carentes e o valor arrecadado com os eventos é inteiramente revertido em benefício delas.
Prometem agitar a pista de dança com o mais uma novidade: o Bossatucada, um grupo de percussão feminino formado por 12 ritmistas do projeto social Nós do Morro, no Vidigal.
[Alguns trechos da matéria Green Wedding do site www.yeswedding.com.br e da edição nº 4 da revista Noivas Rio de Janeiro]

1 comentários:

Salve Sto. Antônio 28 de agosto de 2009 18:00  

Parabéns , seu blog é lindo !!!
virei seguidora!!!