Especial Primavera 1: Casamento ao ar livre

>> quarta-feira, 23 de setembro de 2009



A característica mais marcante da primavera é o reflorescimento da flora e da fauna (sim, da fauna!). Muitos animais aproveitam a temperatura ideal da estação para se reproduzir e a maior parte das flores e plantas ganha nova vida nessa estação. No Brasil, a chegada da primavera ocasiona uma mudança no regime de chuvas e temperaturas. Na maioria das regiões começam a aparecer as primeiras pancadas de chuva no final da tarde, como resultado do aumento de calor e umidade característico da estação.


No entanto, na região Sul ocorrem poucas alterações em relação à quantidade de chuvas. O que considero bom, já que São Pedro parece ter resolvido escolher Santa Catarina, por exemplo, como penico do mundo. O que é uma maldade. Enquanto no Nordeste, infelizmente, permanece a seca.
Em virtude da forte radiação solar, as temperaturas aumentam consideravelmente na região Centro-Sul, entretanto, incursões de massas de ar frio também podem ocorrer.

Por isso, fique de olho no clima da sua região. Se seu casamento for no ano que vem, comece desde já a observar o clima da sua cidade nessa época do ano e esteja preparada para as mudanças clímáticas que fogem do nosso controle. E, de acordo com o clima da sua região, é bacana se você puder disponibilizar leques nos bancos da cerimônia para os dias mais quentes, ou pashiminas leves (e que sejam bem alegres e coloridas, assim como a primavera!) para os dias de ventos mais geladinhos, principalmente se for uma cerimônia externa.



Sempre achei a primavera a melhor estação do ano para se casar. Parece que grande parte das noivas concorda comigo, tanto que essa é a época do ano que mais se casa nesse país. Mas, infelizmente, na maior parte dos casos, a escolha da data depende, entre outros fatores, da disponibilidade de datas de igreja e salões de festas. Por esse motivo, o meu próprio casamento não será na primavera. Mas, será no mês de setembro, e ao ar livre. Então, já está valendo!
Se você também optar por esse tipo de cerimônia, o ideal é que seja realizado pela manhã, ou à tarde. Tanto para aproveitar a incidência do sol e economizar com os gastos de iluminação, quanto para aproveitar o clima mais ameno, a beleza das flores e plantas na sua melhor forma, e assim, economizar também na decoração. A notícia boa é que nessa época do ano, você tem até umas 17 horas para garantir boas fotos com luz natural - que é a preferência de 9 entre 10 dos melhores fotógrafos - já que os dias são mais longos e as noites mais curtas.


Agora, como nem tudo perfeito, não pense que casar na primavera, ao ar livre será uma tarefa facílima e super barata. Quando você casa em uma igreja e faz a festa em um salão fechado, acredite, tudo pode ser bem mais simples. Você não precisa se preocupar com o calor (porque geralmente esses locais tem ar-condicionado) ou com uma chuva torrencial na hora da cerimônia. As limitações estruturais do local são mais facilmente contornáveis e suas soluções são bem mais baratas. Mas, em compensação, você não tem o charme de um belíssimo gramado, de uma vista de tirar o fôlego, o calor gostoso do sol esquentando seu rosto, nem muito menos a visita de pássaros e borboletas na sua festa.

Eu sei que lendo isso você ficou com vontade de fazer seu casamento ao ar livre. Por isso, preste bastante atenção e não deixe de seguir as seguintes dicas para ter um dia agradabilíssimo e perfeito, como seu casamento deve ser:


- Ao escolher o local da sua festa, certifique-se de que eles possuam tendas ou toldos fixos para proteger seus convidados, mesas de doces, etc, da incidência do sol, ou de chuvas inesperadas. Se eles não tiverem, verifique se é possível alugar essa estrutura para o local, e quanto isso vai pesar no seu orçamento;

- Certifique-se também de que o local escolhido possua estrutura de iluminação externa e se a carga energética é suficiente para ligar toda a estrutura de som e luz, caso a festa se extenda noite à dentro. Se não, prepare-se para gastar uns bons vinténs providenciando um gerador e contratando uma empresa especializada em iluminação de eventos. Fazer uma parte da iluminação à luz de velas também tem lá seu charme e pode ajudar a economizar, principalmente se você for como eu e comprar vários copinhos de aperitivo, parafina, barbante e fabricar seus próprios pontinhos de luz;

- Averigue se o terreno é plano para que as mesas não fiquem em balanço e caminhar por ele não seja desconfortável para os seus convidados. O terreno precisa ser bem tratado para evitar que os saltos afundem na grama. Mas, saiba que mesmo nos melhores gramados eles afundam do mesmo jeito. A única coisa que você pode fazer é tentar amenizar esse desconforto.
Por isso, caso seja necessário, alugue um tablado para esse fim e para a pista de dança (muito importante), no caso de uma festa mais animada. Afinal, a gente não quer destruir o gramado, o barra do seu vestido, nem o humor dos seus convidados ao estragar seus sapatos que custaram uma pequena fortuna.
Uma boa dica para um casamento mais rústico, é fazer essa estrutura com sarrafo de madeira (a mesma utilizada em obras) que é super barata (no Rio, vende da Amoedo), e quando lixada e encerada fica linda. Só tome cuidado para não acabar com a característica rústica dela que é o seu maior charme, encerando demais. Usamos no Casa Cor Rio do ano passado para fazer uma garagem e o efeito não poderia ter sido melhor;

- Você não quer moscas passeando no seu bolo, nem muito menos se alimentando dos seus convidados, não é? Uma boa solução para isso é usar tochas de citronela e disponibilizar lindas garrafinhas de vidro de perfume com repelente aos seus convidados;

- Mais uma vez lembramos os leques para os dias quentes e pashiminhas para os dias mais frios. São mimos para os seus convidados, e farão com que se sintam acolhidos e ainda mais queridos;

- Procure fazer cerimônia e festa no mesmo local. Assim, você economiza gastos com decoração de igreja e seus convidados não precisam se deslocar demais.




Essas são dicas super básicas, que você não pode esquecer jamais (!!) se quiser uma celebração ao ar livre perfeita. Tenho certeza que assim, você e seus convidados poderão aproveitar muito melhor todas as outras supresas que você preparou com tanto carinho para o grande dia.
As flores, a gente deixa para um post dedicado especialmente à elas, que você lê aqui amanhã.


Fontes de pesquisa: Noivas online, Guia de casamento, Noivas e cia.
Fotos: (1ª e 2ª) já fazem parte do meu banco de fotos há algum tempo, por isso não lembro de onde as tirei (é imperdoável, eu sei). Caso você saiba, fique à vontade para deixar a fonte nos comentários, e eu posto aqui; (3ª) Jennifer Davis Photography; (4ª) The Knot.


0 comentários: