>> terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Minha querida Nespresso

Como disse no post sobre a la Rinascente, minhas comprinhas em Milão foram mais com os olhos do que qualquer outra coisa. Até meu Chanel Nº5 - presente de Natal que meu noivo me deu - deixe para comprar no Duty Free, porque lá custava beeeem mais caro.

Mas, uma coisa que super valeu à pena foi trazer para casa minha Nespresso. Fiquei na dúvida entre os modelos Essenza C100 e Citiz C110 RE. Mas, acabei ficando com a primeira opção, porque achei mais bonita. Além da máquina, comprei 10 caixas de cápsulas Roma - que é o mesmo tipo de blend que a gente costuma tomar no Brasil, o meio termo entre um café fraco e um super forte. Cada caixa contém 10 cápsulas, e você só deve usar uma vez cada uma, hein. Usou, jogou fora. No total, trouxe pra casa 100 cápsulas de café, que devem durar até a próxima viagem, em Maio. Se ficar na dúvida entre qual das dezenas de cápsulas de café com aromas, texturas e intensidade diferentes, faça como eu e escolha o Roma. Ao comprar a máquina você ganha ainda de brinde uma caixa com 16 cápsulas de café diferentes umas das outras, pra você experimentar e descobrir o que gosta mais. Aí, na proxima compra fica mais fácil.


Mas, como tudo na vida tem lá suas desvantagens, a de comprar uma Nespresso na Europa é que ela vem em 220v. Pra quem mora no Rio pode ser um problema, já que aqui usamos 110v. Mas, também não é nada que não possa ser resolvido. Chegando aqui você vai ter que comprar um adaptador de voltagem bi-direcional. Um transformador de energia, que converte tanto de 110v para 220v, quanto o contrário. Como tenho tanto tomadas 110v quanto 220v na minha cozinha de casa, não precisei me preocupar com isso. Mas, se você não tiver, preste atenção, senão não vai conseguir usar sua cafeteira aqui!
Outro detalhe é que a tomada é bem parecida com a nossa, só que um pouco mais gordinha. Então, talvez você também precise de um adaptador de tomadas universal. Comprei o meu por R$ 60,00, mas tem outros mais baratos.

Comprei a minha porque já era uma coisa que eu queria muito e sabia que jamais teria coragem de pagar o preço dela aqui no Brasil, nem nos meus sonhos mais mão aberta! Já tenho uma outra máquina de café bacana, que faz inclusive capuccino, e que continuará sendo usada no dia-a-dia. A Nespresso vai ficar para ocasiões especiais, ou para quando der aquela preguiça de sair de casa e enfrentar o péssimo(!!!) atendimento do Cafeína para tomar um café expresso. Também usarei na minha mesa de café, no casamento, junto com um outro samová com café "carioca" pra quem não gosta de café expresso, ao invés de alugar uma máquina feiosa, cara e com café mais ou menos.

Adoro café, mas tem que ser dos bons!
Ou seja, foi uma ótima aquisição!



2 comentários:

Paulo Dantas 26 de dezembro de 2011 17:54  

Michele,

Bom encontrar esse teu post. Eu acabei de fazer a mesma coisa aqui, comprei uma Nespresso para levar pro Rio. Me diz uma coisa... A tua máquina continua funcionando direitinho depois desse tempo? Faz o q, uns 2 anos?

Abraço grande,

Paulo
dantaspaulo@gmail.com

Michele Navega 26 de dezembro de 2011 19:09  

Sim, funciona perfeitamente! Foi uma ótima compra!
Bjs!

2011/12/26, Disqus <>: