Rabanada para vovó Izabel

>> segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

A véspera de Natal é o dia que sinto mais falta da minha avó materna. Era sua festa preferida! Todo mundo se reunia na sua casa para a ceia, dormíamos a maioria por lá mesmo e era uma delícia!

Eu sempre ficava responsável pelas rabanadas, que vovó adorava comer no café da manhã do dia de Natal. Ainda hoje, mantemos a tradição de nos unirmos todos e fazer tudo igual ao que era antes. Só que desde que vovó foi morar com papai do céu, a ceia da véspera foi transferida para a casa da minha mãe.

Mas, eu continuo com as rabanadas, e elas ainda fazem muito sucesso. É a minha maneira de manter a vovó viva dentro de mim, como se ela estivesse sempre por perto. E posso garantir, ela sempre está...





Ingredientes
2 bisnagas de pão para rabanada
1 litro de leite
1 lata de leite condensado
6 ovos
Açúcar
Canela
Óleo quente, para fritar

Modo de Fazer
1. Corte as bisnagas em fatias de aproximadamente 3cm e levemente da diagonal. Separe.
2. Num bowl grande, junte o leite e o leite condensado e mexa até formarem um líquido homogêneo. Separe.
3. Em outro bowl, bata as claras em neve e junte as gemas. Separe. 
4. Passe as fatias de pão na mistura de leites, separadamente, esprema um pouquinho para que elas não fiquem molhadas demais e desmachem. Em seguida, passe nas claras batidas. Frite em óleo quente e deixe-as descansar em uma travessa com papel toalha para tirar o excesso de óleo.
5. Depois de secas, passe cada fatia numa mistura de açúcar e canela à gosto.
6. Agora, é só colocá-las em um prato bem bonito e levar para a mesa!

Alguns segredinhos
1. Não coloque açúcar na mistura dos leites.
2. Prefira o pão para rabanada fresco, vendido em padarias, aos industrializados.
3. Você pode acrescentar essência de baunilha ou um cálice de vinho do porto na mistura de leites, se quiser.
4. Não corte o pão em fatias muito finas ou molhe demais, para não despedaçar.
5. Algumas pessoas misturam o leite com os ovos. Eu prefiro fazer tudo separado. É quase uma terapia pra mim...rs
6. Coloque um palito de fósforo no óleo enquanto estiver esquentando para saber o momento em que ele está quente o suficiente. Coloque também um pedaço de pão seco para o óleo demorar mais a queimar. Quando as rabanadas começarem a fritar muito rápido, ou ganharem uma cor mais escura na fritura, é hora de trocar o óleo.
7. Passe as fatias de pão no leite uma à uma. Jamais passe todas e coloque em um prato separado para só depois fritar todas juntas. Também não deixe as fatias boiando no leite. Isso deixa as rabanadas molengas demais.
8. Eu prefiro rabanadas "dormidas". Se você também prefere, procure prepará-las no dia 23, ou no dia 24 mais cedo, e leve à geladeira até a hora da ceia.

Feliz Natal!

4 comentários:

Letícia 21 de dezembro de 2009 19:48  

Oi Mi!!! Tu não faz idéia de como eu AMO rabanadas!!! Mas nunca aprendi a fazer, na verdade minha bisavó é quem fazia (contaminha vó), mas como ela não gostava, naum aprendeu a fazer (triste!). Eu comi pela primeira vez devia ter uns 17 anos já, numa casa de comida portuguesa (com vinho do porto) e me apaixonei perdidamente!!!

Obrigada pelas dicas!! Esse ano vou comer rabanadas do-it-by-myself-thanx-to-you!!!

Bjux!

Janete Pimenta 21 de dezembro de 2009 20:33  

Mi, eu amoooooooooooooooo rabanada, e aqui em casa quem TEM q fazer as rabanadas e os bolinhos de bacalhau sou eu (a família por parte de minha mãe é portugueséssima) - a receita é isso mesmo q vc escreveu, só lembrando de alguns detalhes:
1- faça com bastante óleo na frigideira, não economize, regra de fritura é: qto + óleo menos a fritura ficará encharcada, se tem pouco óleo, vcs sabem o produtoa fritar puxa o óleo.

2- eu gosto de colocar no leite, em vez de baunilha ou vinho do porto, as noz moscadas raladas...tem q ralar na hora mesmo, a em pó ñ faz o mesmo efeito.

no meu caso eu faço assim...rsrsrrssrs

bjus
Jan

Aline 21 de dezembro de 2009 23:16  

Como vc sabe a gastrointerite me atormenta, mas se vc guardar uma dessas rabanadinhas pra mim eu saio da dieta! rsrsrsrsrs
Bjs

Manu Andrade 22 de dezembro de 2009 08:00  

Eu tb amo rabanadas!!! E ano passado como a ceia de natal foi aqui em casa preparei td a' brasileira, inclusive as rabanadas! Esse ano, ja' que mamae esta' aqui vou saborear as delas!!! DELICIA!