>> quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Perguntas & Respostas

--------------------------------------------------------------------------------------------------
"Oi Michele,
Adoro seu blog, chic e com ótimas dicas.
Vou me casar em junho próximo e quero fazer uma festa que tenha a nossa cara, mas pequena, para 100/150 pessoas, no máximo.
Qual seria o conceito de mini wedding?
Para fazer um casamento para 150 pessoas qual seria a média de budget necessário?
Obrigada,
Renata V. S********"

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Oi Renata,
Em primeiro lugar, obrigada pelo elogio ao blog. Dedico boa parte do meu tempo livre à ele, e fico realmente emocionada quando vejo que esse pouco que posso oferecer agrada às pessoas. Obrigada mesmo.

Agora, respondendo às suas perguntas, tudo depende do seu gosto e das suas prioridades. A definição de mini wedding, como a diz a tradução para português é casamento pequeno. Mas, um mini wedding, pra mim, é muito mais um estilo de celebração, do que uma certa quantidade de convidados. Quando penso em mini wedding, vejo coisas simples e bonitas, acabamentos bem feitos, pequenos detalhes, DIY (do it yourself - faça você mesmo), serviços de qualidade (mas, não necessariamente os mais caros), pessoas muito queridas, etc. O que não quer dizer que para ter tudo isso você tenha que convidar pouquíssimas pessoas. Ser seletiva, sim, mas não sair cortando pessoas que são importantes na vida dos noivos só para reduzir a lista. Se os noivos tem famílias muito grandes, não tem jeito, vai ser "festão" pela quantidade de convidados, ou gente querida vai ficar de fora. Mas, pode ser mini wedding por outras características.

Até porque, você pode ter um mega lustre de cristais Swarowski, candelabros de prata por todos os lados, as flores mais caras, esculturas de gelo (eca!), um vestido feito pelo estilista mais badalado do momento - coisas que geralmente a gente pensa quando se fala de um casamentão - numa festa para 30 pessoas, porque não? E não digo que não gosto, ou que nada disso seja bonito, mas, na minha opinião, passa longe do mini wedding que imagino, mesmo sendo para 30 pessoas.


Meu conceito pode ser errado e deturpado,  mas é assim que eu vejo. Não acho que mini wedding seja sinônimo de casamento importado, como os dos Estados Unidos e da Europa. Mesmo porque, nossa cultura é totalmente diferente e existe várias formas de caracterizar um casamento. Para muitos, mini wedding pode ser "pequetitico" e luxuoso, grandão e simples, pequeno e simples, os noivos + um padre + uma praia deserta, os noivos + um juiz + duas testemunhas, etc, etc, etc. Pra mim, é uma coisa que pode ser pequena, ou não tão pequena assim. Mas, certamente, cheia de emoção, toques diferentes, personalidade, e otras cositas mas. E que todos se sintam livres para discordar. Porque, como disse, essa é a minha opinião.


Justamente por pensar assim, é difícil dizer qual seria o budget ideal para uma festa para 100/150 pessoas. Tudo vai depender do que você quer e quais são suas prioridades. Você pode gastar R$ 30 mil ou R$ 100mil. Tudo vai depender das suas escolhas e da cara que você quer dar ao seu dia. É por isso que acho essencial a ajuda de uma boa assessoria. Uma pessoa que funcione ao mesmo tempo como uma analista (para desvendar os seus desejos e suas preferências), seu anjo da guarda (para ter certeza de que todos os serviços que você vai contratar sejam os ideais para o que você quer) e seus olhos (para garantir que tudo aconteça da maneira que você sonhou), seja o casório mini ou big.


Espero ter ajudado!
Boa sorte e beijos,
Michele Navega

2 comentários:

Anônimo 23 de outubro de 2009 16:11  

Concordo plenamente com você! Também vejo o mini wedding como um estilo de casar.
Seu blog é o máximo. Beijinhos.
Luana

Marina de Abreu 26 de fevereiro de 2010 13:22  

Ah! A lista de convidados... ô coisinha difícil! Sabe o que eu fiz? Conversei com o noivo a respeito e entramos num consenso: tios são quase que inevitáveis, mas primos não! Então resolvemos: nossos avós, pais, irmãos, sobrinhos, tios (só os próximos que no meu caso são todos e no dele tem um ou outro meio que sumido), amigos de verdade (isso significa meia dúzia de cada lado que mutiplica por 2 por causa dos pares) e primos só os que a gente realmente gosta!
Sério Mi! Parei pra pensar e poxa vou deixar um amigo verdadeiro de fora pra convidar aquela prima que eu nem gosto só por política? me recuso a isto!
Então só convidarei 3 primas, sendo que 2 serão madrinhas! Bom, no caso da 3ª a filha dela será daminha e eu só tô convidando por causa do passado mesmo pois atualmente estamos muito afastadas, mas não posso esquecer q crescemos juntas e eu tenho muito amor pela pequena dela!
Ainda assim estou certa que vamos nos decepcionar com algumas pessoas... Te explico pq no e-mail que vou te enviar daqui a pouco! rs
xoxo